DEPOIMENTOS

Assédio na rua

Relato de apenas mais um dia de assédio que nós mulheres sofremos quase que diariamente, mas hj falarei o que ocorreu comigo ???????????? *Leiam até o final por favor* Por volta de 8:00h da manhã desta quinta dia 19/10/2017, tinha acabado de descer do ônibus que pego pra ir pro estágio, a parada estava deserta e a avenida também, andei uns dez metros aproximadamente pra atravessar, segui e parei atrás de um caminhão que estava estacionado ali próximo, olhei pros dois lados esperando que nenhum tipo de transporte passasse pra eu atravessar como faço na minha rotina, olhei por trás do caminhão já me preparando para atravessar, na mesma hora ouço um barulho de moto bem perto de mim me encurralando atrás do caminhão e uma voz masculina dizendo: - QUER CARONA? Nesse mesmo instante, travei como das duas vezes em que fui assaltada e comecei a ter uma arritmia cardíaca e tremor. Analisei rapidamente o indivíduo bem aparentado, estava sem camisa e de capacete numa broz preta. Respondi rapidamente ele e aimda tive forças pra dizer - NÃO. Mas o que me fez dizer não foi quando avistei do outro lado da rua dois caras que trabalham ali perto e me conhecem de vista, eles estavam quase na minha direção só que o outro lado, foi nisso que me confiei pra responder o indivíduo e quase desorientada recuei e andei em direção da calçada e fiquei escondida do lado do caminhão esperando ele ir embora, e ele só foi embora pq percebeu também que os dois caras estavam nos olhando. Porém quando ia atravessar novamente, vi ainda ele, parei, ele deu um cavalinho e foi embora, eu não lembrei na hora de pegar o número da placa no estado que eu estava. Só me senti segura em termos é claro pq confiei naqueles dois caras que estavam observando tudo prontos para agir. E o motivo desse assédio? Pelo simples fato da minha condição de mulher frente a essa sociedade machista. Eu estava de SHORT CURTO? NÃO, estava de calça. Estava de BLUSA DECOTADA? Também NÃO. Estava com a minha camisa de trabalho. Nem maquiada eu estava. Pq falo Isso? Pq isso serve de justificativa quando nós somos assediadas, agredidas ou estupradas. E como eu idenfiquei que ele estava com más intenções? Assaltar não era o seu foco, pois a minha bolsa estava bem perto dele pq estava quase solta do meu braço e ele poderia muito bem ter pego e acelerado na moto, e como estou acostumada com assédios na rua, já consigo identificar um. Perceberam que ele me abordou pela minha condição de mulher, mas recuou com a presença dos outros homens???????? Só quero ser respeitada e andar sem medo por essas ruas e não ser violada em meu espaço, na minha intimidade. ???????????????????? Não sou de tá falando sobre questões como essa em redes sociais, mas senti uma necessidade enorme de fazê-lo como forma de sensibilização para o tema. HOMENS NOSSO CORPO NÃO É PÚBLICO PRA VC SE ACHAR NO DIREITO DE ASSEDIÁ-LO. NÃO É MIMIMI, NEM VITIMISMO, são fatos reais do nosso cotidiano, noticiado todos os dias. Precisamos sim da criminalização do assédio. Precisamos sim do feminismo (feminismo é uma filosofia e um movimento político e social que reivindica a equidade de gênero e iguais em direitos e deveres), pois foi com ele que foram garantidos direitos e criado leis pela nossa condição cultural, social e histórica. #NãoéMiMiMi #Nãoaoassédiodemulheres #NãoàbanalizaçãodoFeminismo #EquidadedeGênero

OUTROS DEPOIMENTOS


Me bater

Ontem fui agredida Na madrugada Agora a pouco também... Não sei mas o q faço me ba... Leia mais


Desde que terminei um namoro há praticamente 8 meses ele não me deixa "em paz". Ele ... Leia mais


Medo

Sabe quando você tem um medo enorme e ele meio que se concretiza? Quando você desaba... Leia mais


PERGUNTAS RECENTES


Sofri abuso sexual.. O que eu faço? ... Leia Mais
Boa noite, estou fazendo uma pesquisa de como o ciberativismo influencia na denuncia de violência... Leia Mais